Manicure de primeira viagem: Saiba como cuidar dos materiais de trabalho

Uma boa manicure sabe que um trabalho bem feito envolve outras etapas além de fazer e colorir as unhas. Uma boa profissional é aquela, que antes de tudo, se preocupa com a higiene e a segurança sua e das clientes.

Pensando nisso, e também, em nossas manicures iniciantes vamos trazer algumas dicas sobre a limpeza dos materiais utilizados.

Todo cuidado é pouco

Segurança e higiene devem caminhar juntas quando o assunto é cuidar das unhas. Os primeiros pontos a serem observados pela manicure são:

  • Local de atendimento;
  • Roupa a ser utilizada durante o trabalho.

Ambos tem de estar dentro das normas afixadas pela Vigilância Sanitária, ou seja, devem compor um conjunto de procedimentos que tem por objetivo impedir a entrada de germes patogênicos no organismo.

Lembrem-se ambientes limpos e arejados, além de uma boa apresentação pessoal, são características imprescindíveis para se conquistar clientes.

Passo a passo

Algumas etapas essenciais para tornar higiênico e seguro o local de trabalho são:

  • Limpeza;
  • Desinfecção;
  • Esterilização.

O material de trabalho de uma manicure está em constante contato com partes sensíveis do corpo da cliente, e pequenos acidentes, como perfurações ou cortes às vezes são inevitáveis.

Limpeza

A limpeza é um dos primeiros passos a receber atenção da profissional, pois é nessa fase que são retirados os resíduos mais grosseiros, tais quais secreções e sangue. A primeira etapa consiste em lavar os utensílios com água e sabão, após enxaguar de forma abundante, os mesmos devem ser secos com papel toalha. Durante esses processo lembre-se de usar luvas mais grossas, assim você evita ser picado e correr o risco de contrair alguma doença, como a Hepatite.

Desinfecção

Na sequência é a vez da desinfecção, nessa fase são eliminados os micro-organismos mais frágeis – aqueles que não vemos a olho nu -. Cabe ressaltar que não apenas os utensílios devem passar por esse procedimento, mas também, a bancada, as paredes e o chão do ambiente, e se possível até mesmo roupas utilizadas pela profissional.

Produtos como Álcool 70 e Hipoclorito de Sódio a 1% são ideais para essa fase, pois além de limpar, eliminam os germes e desinfetam por completo.

Esterilização

Mas o processo não acaba aqui. É chegada a hora da esterilização, ou seja, é o momento de eliminar de uma vez por todas qualquer bactéria – e até mesmo vírus – dos materiais de trabalho. Tal procedimento pode ser realizado de duas maneiras, através do chamado “calor seco”, ou ainda, do “calor úmido”.

No método do “calor seco”, os instrumentos são expostos à temperatura de 170°C por duas horas. O procedimento é realizado em uma estufa, espécie de forno. Já pelo “calor úmido” utiliza-se a autoclave, aparelho que associa vapor, altas temperaturas e pressão para higienizar os materiais, aqui o processo pode ser completado em 30 minutos.

Lavar, enxaguar, secar, desinfetar e esterilizar. São esses os passos que nenhuma manicure pode esquecer e lembre-se: Além da segurança das clientes você também deve cuidar de si mesma. Uma boa profissional é aquela que atenta para detalhes e por isso sai na frente.

Veja Também

Deixe um Comentário